Dinâmicas lúdicas para educação infantil

Dinâmicas lúdicas para educação infantil

Emi Emi 11 jul 2022

É extremamente importante inserir atividades variadas no ensino de crianças para estimular diferentes habilidades e áreas do conhecimento. Através dessa inserção, são incentivados comportamentos criativos e proativos, que auxiliam o aprendizado e desenvolvimento.

Quer utilizar atividades lúdicas no ensino? Nós, do Tudo Educação, selecionamos as principais dicas sobre dinâmicas lúdicas. Dessa forma, é possível aplicar esses ensinamentos no cotidiano das crianças e acompanhar seus resultados. Se interessou? Vem com a gente!

Vá direto ao tópico de seu interesse:

A inteligência emocional em crianças e jovens

Atividades lúdicas

Ao contrário do que muitos pensam, nem toda brincadeira se enquadra nas dinâmicas lúdicas. As atividades lúdicas tem objetivo de desenvolvimento educacional.

Em suma, as dinâmicas lúdicas tem como objetivo promover a interação entre os estudantes e levá-los à reflexão sobre a atividade. Entretanto, desde o início, a meta do exercício deve ser definida através do diálogo, para que toda a reflexão seja criada pensando em alcançá-la.

É importante substituir as maneiras convencionais de se ensinar, que podem trazer danos como pressão, ansiedade e baixa autoestima. Oferecendo, no lugar, uma alternativa estimulante que faça os alunos se sentirem os protagonistas da sua educação.

Agora que você já entendeu o objetivo das dinâmicas, vale entender também a importância delas. Como dito acima, elas desenvolvem comportamentos e habilidades, tais como:

  • Movimentação consciente e coordenação motora;
  • Capacidade de expressão e comunicação;
  • Raciocínio lógico;
  • Percepção do espaço e do outro;
  • Linguagem e criatividade;
  • Imaginação e proatividade;
  • Memorização e seleção de informações;
  • Familiaridade com números e matérias;
  • Gosto pela leitura e estudos;
  • Empatia.

Dicas de dinâmicas lúdicas

A inserção de dinâmicas lúdicas é essencial para que os pequenos entendam seus gostos e descubram suas paixões no meio educacional, por exemplo, as brincadeiras e exercícios favoritos. Muitas vezes, as habilidades estimuladas na infância tem resultados na vida inteira, como na escolha do curso superior ou da profissão desejada, por exemplo.

Jogos de tabuleiro

Os jogos de tabuleiro incentivam o raciocínio lógico e a capacidade de interpretação. Além disso, os estudantes começam a criar uma noção de organização e espaço.

Assim, os jogos podem ajudar no ensino de matemática, estimulando aos cálculos e contas. Por fim, fazendo com que o sistema cognitivo passe pelo desenvolvimento e introduza a resolução de questões.

Oficinas

Para realizar uma oficina lúdica é importante definir um tema e os materiais usados. Como o contato com água, terra e elementos ou massinha de modelar, tinta e outros materiais.

As oficinas tendem a estimular a criatividade e tornar as crianças proativas, para construção e montagem, por exemplo. É importante que a oficina não seja um grande esforço, mas um momento prazeroso e de brincadeiras. Guie o estudante com cuidado, para que se desenvolva a confiança na relação.

Circuitos lúdicos

Um circuito lógico introduz as noções dos conceitos de tempo e espaço, através de diversas dinâmicas. Além disso, se estabelece uma consciência corporal de forma natural. As crianças passam a ter também noção do outro e a criar laços de respeito.

É preferível que o circuito seja realizado em espaços amplos, que permitam o trabalho de movimentação corporal, equilíbrio e flexibilidade, por exemplo.

Gincanas

Nas gincanas lúdicas, as crianças aprendem a lidar com situações de conflito e conviver melhor em sociedade. É importante que as etapas da gincana se comuniquem e interliguem, levando a um objetivo final.

Essa atividade em grupo pode envolver diversos fatores e regras. Por exemplo, uma dinâmica de verdadeiro ou falso com equipes analisando os fatores do ambiente tende a estimular a percepção e comunicação.

Não faça apenas gincanas intelectuais, mas também atividades que influenciem o condicionamento físico, como corridas e jogos populares. Certifique-se de criar um lugar saudável, sem competitividades tóxicas ou brigas desnecessárias.

Fantoches

Contar histórias utilizando fantoches pode criar um senso de atenção nas crianças e fazer com que elas se interessem pela narrativa. Você pode também contar histórias que já estão presentes em livros, como fábulas, e fazer com que os estudantes leiam os livros e realizem uma atividade posterior. Assim, eles criam também um amor pela leitura.

Bem como um gosto por literatura, as histórias podem desenvolver uma inteligência socioemocional aguçada e ensinar um pouco sobre como lidar com seus sentimentos e as emoções alheias.

Em geral, as narrativas tratadas na escola fazem com que os alunos possam enxergar diferentes realidades e exercitar a empatia. E, consequentemente, os educadores passam a entender melhor o comportamento de cada criança.

Por fim, vale lembrar que os temas, em todas as dinâmicas lúdicas, são extremamente importantes. Sendo assim, tente sempre incluir temas como amizade, sustentabilidade, respeito, solidariedade, paz, assim por diante.

Em suma, as dinâmicas lúdicas acrescentam muito ao plano de ensino e diversificam as aulas, deixando-as mais interessantes. Converse sempre com seus estudantes sobre suas preferências e tenha certeza de que as brincadeiras estejam agradáveis para todos os envolvidos.

Por fim, se interessou pelo tema? Então, fique por aqui! Só no Tudo Educação você tem acesso a dicas, explicações e assuntos relacionados. Aproveite!

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos