Meu filho está sofrendo bullying na escola. O que fazer?

Meu filho está sofrendo bullying na escola. O que fazer?

Emi Emi 02 jun 2022

Reparou comportamentos diferentes em seu filho, e desconfia que ele pode estar sofrendo bullying? Infelizmente, não é raro que esse tipo de situação aconteça, principalmente em escolas.

Por isso, nós, do Tudo Educação, separamos para você as principais maneiras de identificar comportamentos suspeitos e de lidar com situações de violência nas escolas. Vem com a gente!

Vá direto ao tópico de seu interesse:

Criança chorando por sofrer com bullying
Criança chorando por sofrer com bullying

O que é bullying?

Bullying é um termo do inglês “bully”, que significa valentão. Logo, o bullying nas escolas pode ser uma forma de um determinado “valentão” intimidar suas vítimas. Em outras palavras, acontecem situações de violência física, verbal, psicológica, ou todos os tipos, de forma simultânea.

O bullying pode ser praticado por um indivíduo ou até mesmo por um grupo. Assim, os valentões criam apelidos, batem, isolam, fazem xingamentos e diversas outras agressões diárias.

Nesse sentido, é importante que os responsáveis por um jovem ou uma criança, saibam identificar os sinais de bullying e tenham noção do que fazer nessas situações. Vale lembrar que, o desespero não é uma boa solução, por isso, aja com calma e racionalidade para decidir o rumo de suas atitudes, quer seja sua situação ou de alguém conhecido.

Como identificar se seu filho está sofrendo bullying?

Como as crianças e jovens tendem a evitar tocar no assunto, pode ser difícil identificar os sinais de que seu filho está sofrendo bullying. Contudo, existem alguns sinais de comportamento que podem te auxiliar na identificação do problema. Abaixo, algumas das principais situações que podem indicar bullying:

  • Queda nas notas e rendimento escolar de uma hora para outra;
  • Perda do interesse e vontade de ir à escola;
  • Ansiedade ou evitação em relação a assuntos escolares;
  • Choro e emoções à flor da pele;
  • Sono e apetite com mudanças radicais;
  • Isolamento social, introspecção e pouco diálogo;
  • Marcas físicas, como roxos, machucados e hematomas;
  • Dificuldade de concentração e estresse;
  • Autoestima baixa e insegurança;
  • Atitudes impulsivas ou violentas.

É importante ressaltar que, cada pessoa lida com a situação de uma maneira, e com isso, reage de acordo com seus próprios sentimentos. Entretanto, identificar algum desses sinais pode ser uma indicação da ocorrência de bullying.

Como lidar com situações de bullying?

Identificou algum dos sinais indicados acima? É preciso lidar com atenção e, mesmo que não seja bullying, ajudar seu filho a dialogar e resolver qualquer que seja a situação pela qual ele esteja sofrendo.

Mas, se você não sabe como fazer para ajudar, confira abaixo algumas formas e abordagens para solucionar o problema.

Diálogo

É importante que você dialogue com a criança ou o jovem. Através do diálogo, você pode entender melhor os sentimentos de seu filho.

Então, converse com seu filho sobre o que está acontecendo, sobre as pessoas envolvidas, os lugares e os detalhes. Lembre-se de agir com empatia e se colocar no lugar de seu filho, sem julgar suas atitudes ou culpabilizá-lo.

A instituição de ensino

É importante, ao desconfiar ou descobrir o bullying com seu filho, entrar em contato com o coordenador ou responsável pedagógico da escola para discutir a questão. Busque esclarecimentos, exponha cada situação com detalhes e peça por uma solução em conjunto.

Vale conversar, também, com os educadores, para que se atentem ao cotidiano e possam impedir a ocorrência das violências. Conversar com os responsáveis pela criança que pratica bullying, em uma reunião mediada pela escola, também é uma boa saída. Assim, é possível compreender os comportamentos e impedir que aconteçam, modificando-os.

Orientação

Crianças frágeis e vítimas de bullying, geralmente não sabem como se defender das agressões. Visto isso, prepare seu filho para lidar da melhor maneira nesse tipo de situação.

Oriente-o a comunicar a um adulto suas queixas e utilizar o diálogo para se fazer ouvido. Ressalte, que ele não tem culpa de estar passando por isso. Entretanto, reforce que o bullying é inaceitável e que o valentão pode ter problemas consigo mesmo e estar descontando nele.

Ajuda psicológica

As ocorrências de bullying podem deixar sequelas e abalar a autoestima e segurança de seu filho. Para que isso não aconteça, vale consultar um psicólogo ou psicopedagogo.

Um profissional habilitado pode fazer com que a criança trate de seus traumas, aprenda a comunicá-los e ressignifique o ambiente escolar, que tende a ficar marcado negativamente. Sendo assim, a criança ou jovem é preparado para lidar com situações de tensão e solucionar problemas de forma saudável.

Além disso, algumas medidas podem ser tomadas de acordo com cada passo. Essas medidas te auxiliam a demonstrar compaixão e empatia, e fazem com que seu filho se sinta compreendido. Abaixo, algumas das medidas para acabar com o bullying:

  • Reunir fatos: ao dialogar com seu filho, reúna acontecimentos e tente traçar uma linha do tempo para lidar melhor com a situação;
  • Anotar os dados: a descrição de cada acontecimento e o modo como a criança se sentiu são essenciais para tratar do tema;
  • Expor as informações: ao conversar com o professor, coordenador ou psicólogo, exponha cada fator anotado;
  • Instruir seu filho: ao conversar com a criança ou jovem, deixe claro que ele não deve agir como o valentão. É importante reforçar que ele não deve fazer o mesmo com outros alunos, na tentativa de se sentir aceito;
  • Procurar desenhos, filmes e obras: ao mostrar em um desenho, por exemplo, esse tipo de situação, a criança entende os motivos da ocorrência e percebe que não tem culpa.

Em suma, você deve mostrar sempre que está do lado de seu filho, deixando claro que a situação tem uma solução. Além disso, respeite o processo de tratamento e a estabilização emocional no tempo dele.

E então, conseguiu entender a importância de tratar do tema e auxiliar seu filho? Então, fique por aqui! Só no Tudo Educação você tem acesso a esse tipo de instrução e explicações sobre diversos temas. Vem com a gente!

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos